ADIADOS PARA 2021 OS JOGOS PARALÍMPICOS DE TÓQUIO

In 2020 by Fpdd

Veja abaixo a publicação da PCAND:

Apesar do Comité Olímpico Internacional (COI) ter anunciado anteriormente que apenas tomaria a decisão relativamente ao possível cancelamento/adiamento dos Jogos Olímpicos nas próximas 4 semanas, a verdade é que o aumento galopante do nº de casos de infeção por COVIFD-19 no mundo, associado à pressão de países como Canadá, Austrália ou Estados Unidos da américa, veio a precipitar a decisão que todos antecipavam:

Os Jogos Olímpicos e os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 foram adiados para o ano de 2021!

Numa decisão sem precedentes (lembremos que os Jogos Olímpicos nunca foram adiados ou cancelados anteriormente sem ser por uma situação de guerra), Comité Olímpico Internacional e Comité Organizador dos Jogos Tóquio 2020 lançaram hoje um comunicado conjunto em que anunciam o adiamento dos Jogos Olímpicos.

Pesou nesta decisão, naturalmente, a preocupação conjunta expressa pelo Presidente do COI Thomas Bach e pelo Primeiro-ministro Japonês, Abe Shinzo, face à dimensão da pandemia Covid-19 a nível global (mais de 375.000 casos em mais de 190 países de todos os continentes) e os seus devastadores efeitos nas vidas das pessoas em geral, e na preparação dos atletas para os Jogos, em particular.

Nos termos desse comunicado, pode ler-se que ““nas presentes circunstâncias e baseado nas informações dadas hoje pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada em Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020 e nunca depois do verão de 2021 para salvaguardar a saúde dos atletas, de todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e da comunidade internacional”.

Foi ainda referido pelos dois líderes internacionais que os Jogos Olímpicos de Tóquio poderão representar uma fonte de esperança nestes tempos difíceis, constituindo-se a chama olímpica como a luz ao fundo do túnel em que o mundo se encontra neste momento. Como tal, a chama olímpica permanecerá no Japão e, não obstante a alteração da data, os Jogos manterão a designação de Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020.

Andrew Parsons, Presidente do Comité Paralímpico Internacional, vem, na sequência desta decisão, declarar que se tratou da “decisão certa” e a “única opção lógica” face ao valor supremo da vida humana, impossível de salvaguardar num evento desportivo de tal magnitude face à situação pandémica atual.  

Louvando a rapidez da tomada de decisão que, seguramente, tranquilizou atletas que se encontram, atualmente impedidos de treinar, de competir e de se preparar adequadamente para uma prova desta magnitude, conclui o Presidente do IPC que “quando os Jogos Paralímpicos finalmente tiverem lugar em Tóquio no  próximo ano, serão uma celebração global espetacular da humanidade que se torna novamente una.” Apela ainda a que os atletas se mantenham seguros e tornem a proteção da sua saúde e bem-estar a prioridade número um neste momento.

Poderão ler o comunicado original do COI AQUI e o comunicado original do CPI AQUI.