Polybat Portugal para todos
o projeto


Através do projeto “+ DESPORTO ≠” a Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência iniciou o desenvolvimento da modalidade de Polybat em Portugal no ano 2017.
Com uma estratégia bem definida, tem-se constatado a evolução da modalidade sendo, no inicio de 2020, praticada de forma regular por, aproximadamente, 20 entidades em todo o país.
Por acreditarmos no poder do desporto e, em particular, desta modalidade, apresentamos o projeto ‘POLYBAT PORTUGAL’ que pretende promover a modalidade no seu expoente máximo, nas vertentes competitiva e recreativa e visa dar resposta a todas as pessoas interessadas, com ou sem deficiência, que pretendam integrar a modalidade, em todas as suas componentes, através de diferentes contextos – curso de árbitros e classificadores; momentos de experimentação e de treino; realização de torneios com caráter competitivo (que levará à criação de um ranking que apurará para uma final nacional os atletas classificados nos 10 primeiros lugares).
Este projeto irá estender-se até 2023 e pretende estar presente em todos os distritos do território continental do País ao longo destes 4 anos, proporcionando a todos os interessados a prática da modalidade.
Assim sendo, cada intervenção a realizar localmente terá a duração de 3 dias:

  • No primeiro dia serão realizados o Curso de Árbitros de Polybat (componente teórica) e o Curso de Classificadores de Polybat (componente teórica);
  • No segundo dia a equipa de classificadores irá deslocar-se a cada instituição inscrita e fará a classificação funcional de cada atleta – Curso de Classificadores de Polybat (componente prática). Além disso, sempre que possível, serão realizados alguns exercícios de treino de Polybat com os atletas inscritos;
  • No terceiro e último dia irá realizar-se o Torneio de Polybat bem como a componente prática do Curso de Árbitros de Polybat.

Através deste projeto pretendemos:

  • Promover a prática do Polybat em todo o país;
  •  Criar uma rede de parceiros (entidades públicas e privadas) que desenvolvam a prática regular da modalidade;
  •  Apoiar todos os parceiros interessados em desenvolver a modalidade;
  •  Organizar torneios locais/regionais durante todo o ano cujos resultados irão originar um ranking nacional;
  • Realizar cursos de árbitros de Polybat para diferentes destinatários, com as vertentes teórica e prática (arbitragem nos torneios);
  •  Realizar cursos de classificadores de Polybat para diferentes destinatários, desenvolvendo a vertente teórica e promovendo um momento de classificação funcional prática junto dos atletas;
  •  Organizar um torneio final em 2020 em Odivelas – Cidade Europeia do Desporto 2020, em 2021 em Lisboa – Capital Europeia do Desporto 2021 e em 2022 e 2023 (em locais a definir);
  • Criar sinergias com os diversos parceiros para a realização de ações de divulgação da modalidade.